De repente, um objeto muito interessante despertou a curiosidade do Rato e do Burro. O Burro, apesar de burro, perguntou se não se tratava de um revólver pois, já havia visto um objeto daqueles nos livros dos homens. O Professor Corujão olhava atentamente para o objeto:

    – É um revólver, sim. Segundo os livros dos homens serve para que eles se defendam.

    O Rato, sempre ponderado, estava muito assustado:

    – Certamente para se defenderam uns dos outros. De nós é que não é possível.

    O Burro coçou as orelhas, enormes:

– Isso, isso mesmo. Isso é coisa dos homens.

    O Professor Corujão mais uma vez mostrou o revólver, levantado-o e, pondo-o  sobre a mesa, em seguida retirando os óculos, falou com sabedoria:

    – Nenhum homem dirá que tal objeto serve apenas para agredir. Mas para se defender. Agressão e defesa são circunstâncias especiais na vida dos homens. Talvez justificáveis, e ligadas ao grau de civilização que eles atravessam.

                fig8.jpg (4228 bytes)