Luiz Nogueira Barros
   
   
 nogueirabarros35@gmail.com  
.
         
Luiz Nogueira Barros
   

_____________

. Principal

. Notícias

. Entrevistas

. Crônicas

. Contos

. Poesias

. Ensaios

. Fábula

. Teatro

. Fallas
  Provinciais

. Governadores
  da República

. Mensagens
  Presidenciais

. 2ª Grande
  Guerra

. In memoriam

_____________

. Maceió

. Manifesto dos
  Estudantes

. Sessão Solene
  de Instalação
  da Ufal

_____________

. Sobre o Autor

_____________

 
 



Visitantes:

contador de visitas

 

FALLAS




12/11/2009 - 11h06min

Falas Provinciais de Alagoas - 1830 - 1972

Breve histórico

Fonte: Universidade de Chicago - EUA

As Mensagens constantes deste segmento são, de um modo geral, de pequenos tamanhos, para efeito de 'baixar', ou 'abrir'. As de José Bento da Cunha Figueredo Junior são pesadas e uma delas,a de março de 1870 chega a 11 megas. De um modo geral pouquíssimas vão além de 4 megas.

1 – Abdicação de Pedro I.
2 – Pedro II é menor de idade.
3 – O Brasil precisa se reorganizar politicamente.

12 de agosto de 1834: o Ato Adicional é promulgado. Não convocaram uma Assembléia Nacional Constituinte para alterar a Constituição de 1824. Clique sobre Ato Adicional e você poderá ler seu conteúdo. Para voltar clique na seta da esquerda, lá em cima, da barra de ferramentas da Internet. Ato Adicional de 12 de agosto de 1834 já nos mostra a questão das verbas iondenizatórias dos deputados: Art. 22 - Os membros das Assembléias Provinciais vencerão diariamente, durante o tempo das sessões ordinárias, extraordinárias, e das prorrogações, um subsídio pecuniário marcado pela Assembléia Provincial na primeira sessão da legislatura antecedente. Terão também, quando morarem fora do lugar da sua reunião, uma indenização anual para as despesas de ida e volta, marcada pelo mesmo modo e proporcionada ? extensão da viagem. Na primeira legislatura, tanto o subsídio como a indenização serão marcados pelo presidente da província

Surge a Regência Una. O Padre Diogo Antonio Feijó ( vide seu discurso na Assembléia Portuguesa, como deputado paulista, e considerado o prefácio da Independência do Brasil) , Mas a importância de Feijo vai mais além, por êxemplo, quando vai para Valmouth, inglaterra, lança Documento e daí viajam pra Recife, onde lança o que foi chamdo de Manifesto. As viagens foram realizadas sob a proteção da esquadra inglesa.)

Diogo Antonio Feijó, paulista, é eleito Regente, a 07 de abril de 1835, contra Francisco de Paula Holanda Cavalcanti Albuquerque, cuja família era dona de pelo menos metade dos engenhos de Pernambuco.Nasce o Partido Progressista, com Diogo Feijó, que justificaria suas posições libertárias. Seus opositores criam o Partido Regressista. Não vale aqui discutir os rumos dos partidos nos anos posteriores.

(Diogo) Feijó, assim mais comumente conhecido, pronuncia-se contra a escravidão, atraindo a ira da aristocracia do açúcar. E assume encontrando rebeliões disseminadas. As mais importantes: A Cabanagem, A Farroupilha e a Revolta dos Malés. O Ato, entre outras possibilidades, permite acabar com O Conselho Geral, criando as Províncias em todo o território imperial brasileiro e, por conseqüência, as Assembléias Provinciais.Nesse sentido é uma grande experiência descentralizadora, muitos afirmam democrática e, portanto, facilitadora, no futuro, para a experiência republicana que já encontra o país organizado e precisando mudar a denominação de província para estados. A partir de 1835 as Assembléias Provinciais estão organizadas, cada província com seu presidente, para receberem as propostas governamentais que orientarão a vida provinciana, provincial, do ponto de vista político e administrativo, com seus deputados que formaram o Poder Legislativo Estadual. A província apenas mudou o nome para estado.

Os presidentes, quando compareciam à Assembléia, e liam suas mensagens elas recebiam o nome de Fala Presidencial, lembrando a Falla do Trono, do Imperador. Quando não, eram chamadas apenas de Mensagens. Essa nomenclatura é complexa porque, muitas vezes, a mensagem também era entendida quando enviada por algum secretario governamental, e até mesmo pelo Vice-Presidente, em exercício. O que importa, ou importava, era que o Poder Legislativo Estadual examinava a proposta de governo do Presidente Provincial.

O material colhido para este trabalho foi encontrado em um site da Universidade de Chicago, disponibilizado na Internet, e digitalizado pela fundação americana Andrew F. Wallon, aqui no Brasil. Meu trabalho foi apenas de baixar, em forma de imagens (gif) algo em torno de 9.000, e fazer as montagens para uma leitura contínua. As primeiras páginas dos relatórios feitas pelos documentaristas americanos, muitas vezes fazem confusão entre o verdadeiro autor do relatório, em face das constantes passagens de governo aos vices. Usando a barra de rolagem vertical aparecerá o verdadeiro autor do relatório. Isso deve ser bem observado durante as pesquisas.

Ficaria grato se alguém, com maior capacidade histórica, pudesse me informar sobre algum equívoco cometido. As mensagens, algumas com mais de 10 Megas de tamanho, requerem tempo para download. Melhor que abrir para leitura, será salvar em um diretório reservado para pesquisas.

Machado d'Oliveira - março de 1835
____________________________________________________________

Joaquim Moira - janeiro de 1936
____________________________________________________________

Rodrigo Pontes - janeiro de 1837
____________________________________________________________

Rodrigo Pontes - junho de 1838
____________________________________________________________

Agostinho Neves - dezembro de 1839
____________________________________________________________

Agostinho Neves - maio de 1839
____________________________________________________________

Agostinho
____________________________________________________________

Souza Mello - outubro de 1840
____________________________________________________________

Souza Mello - fevereiro de 1842
____________________________________________________________

Caetano Silvestre - fevereiro de 1843
____________________________________________________________

D'Oliveira Lisboa - outubro de 1845
____________________________________________________________

Campos Melo - março de 1846
____________________________________________________________

Campos Melo - março de 1847
____________________________________________________________

João Capristano - junho de 1848.pdf
____________________________________________________________

Antonio N. Aguiar - março de 1849
____________________________________________________________

Antonio N. de Aguiar - julho de 1849
____________________________________________________________

José Bento - maio de 1850
____________________________________________________________

José Bento - junho de 1850
____________________________________________________________

José Bento - novembro de 1850
____________________________________________________________

José Bento - abril de 1853
____________________________________________________________

Antonio Saraiva - outubro de 1953
____________________________________________________________

Sobral Pinto - maio de 1953
____________________________________________________________

Antonio Saraiva - fevereiro de 1954
____________________________________________________________

Sá e Albuquerque - outubro de 1854
____________________________________________________________

Sá e Albuquerque - março de 1955
____________________________________________________________

Sá e Albuquerque - novembro de 1855
____________________________________________________________

Sá e Albuquerque - 1856
____________________________________________________________

Manoel Lourenco da Silveira - janeiro de 1857
____________________________________________________________

Sá e Albuquerque - janeiro de 1857
____________________________________________________________

Sá e Albuquerque - março de 1857
____________________________________________________________

Inácio José - dezembro de 1857
____________________________________________________________

Angelo Thomaz Amaral - marco de 1858
____________________________________________________________

Angelo Thomaz do Amaral - fevereiro de 1859
____________________________________________________________

Agostinho Luiz da Gama - abril de 1859
____________________________________________________________

Agostinho Luiz da Gama - maio de 1859
____________________________________________________________

Leao Veloso - 1860
____________________________________________________________

Souza Dantas - abril de 1860
____________________________________________________________

Leao Veloso - maio de 1861
____________________________________________________________

Souza Carvalho - junho de 1861
____________________________________________________________

Souza Carvalho - junho de 1862
____________________________________________________________

Souza Gonzaga - junho de 1863
____________________________________________________________

Souza Gonzaga - outubro de 1863
____________________________________________________________

Souza Carvalho - abril de 1864
____________________________________________________________

Roberto C. de Mello - maio de 1864
____________________________________________________________

Barros Pimentel - abril de 1866
____________________________________________________________

Esperidião Eloy - abril de 1866
____________________________________________________________

Galdino Augusto - abril de 1866
____________________________________________________________

Galdino Augusto - maio de 1866
____________________________________________________________

Pereira Alencastre - junho de 1867
____________________________________________________________

Galdino Augusto - julho 1867
____________________________________________________________

Espindola - agosto de 1867
____________________________________________________________

Francisco Duarte - setembro de 1867
____________________________________________________________

João Francisco Duarte - setembro de 1867
____________________________________________________________

Moreira Barros - 1867
____________________________________________________________

Graciliano Arestides - maio de 1868
____________________________________________________________

José Bento Jr - 2 de outubro de 1868
____________________________________________________________

José Bento Jr - 31 de outubro de 1868
____________________________________________________________

José Bento Jr - março de 1869
____________________________________________________________

José Bento Jr - março de 1870
____________________________________________________________

José Bento Jr - 16 de março de 1870
____________________________________________________________

José Bento Jr - maio de 1871
____________________________________________________________

Silvério Jorge - julho de 1871

(*) vice-presidente assume provisoriamente, apresenta relatório em 02 de julho de 1871 e devolve a presidência a José Bento da Cunha Figueredo Junior.
____________________________________________________________

Luiz Romulo Peres - dez de 1872
____________________________________________________________

S.E.C. da Cunha - fe de 1872
____________________________________________________________



Veja também:

Falas Provinciais de Alagoas - 1872 a 1889





Não foi possível realizar a consulta ao banco de dados